Notícia: Seguro fiança e cartão de crédito simplificam locações de imóveis

69 total views, 3 views today

Novas alternativas utilizadas como garantia na locação de imóveis vêm ganhando força em todo o País. Em vez de ter que correr atrás de um fiador, agora inquilinos podem usar o cartão de crédito e um seguro específico para este tipo de operação, o seguro fiança.

As duas modalidades são oferecidas em Francisco Beltrão pela Imobiliária Casaril, que vem testando as novas possibilidades de garantia desde outubro. “Agora estamos operando 100% nestas modalidades e fazendo uma campanha para oferecer aos clientes”, detalha Gilson Carneiro, gerente de Locação da Casaril.

No caso de utilização do cartão como garantia, o inquilino paga um percentual sobre o valor do aluguel (8% ou 12%) utilizando o cartão de crédito. Para a imobiliária, locatário e locador é uma segurança, respaldada pela operadora do cartão. “E o cartão nem precisa ser do inquilino, pode estar em nome de um familiar ou amigo”, detalha Gilson. Pesquisa da Minsait realizada no início do ano apontou que 81,6% dos brasileiros usam frequentemente o cartão de crédito, índice maior que de outros países da América Latina.

Já o seguro fiança é uma modalidade bem tradicional, mas que nos últimos anos ficou mais acessível. Hoje é possível fazer uma apólice pagando 0,65% do valor do aluguel. Neste caso, é preciso contratar a operação junto a uma companhia de seguro, que vai fazer a análise de crédito e de risco e garantir o aluguel em caso de não pagamento pelo inquilino. Ambas as modalidades são autorizadas pelo Banco Central e realizadas com companhias de credibilidade, o que garante segurança a inquilinos, locatários e imobiliária.

Essas novas formas têm conquistado cada vez mais clientes. “Hoje os modelos de garantia com cartão e seguro são muito mais viáveis devido ao baixo valor, à praticidade e porque o inquilino não se incomoda de pedir favor para ninguém, burocracia de cartório, não compromete mais ninguém na locação”, completa Gilson.

Setor aquecido e digitalizado

As novas formas de negociação trazidas pela pandemia, com mais operações on-line e menos presencial, forçaram a adaptação de processos de várias empresas, inclusive do ramo imobiliário. A Casaril acelerou sua digitalização em 2020 e colocou em prática processos que já vinham sendo testados internamente. Hoje é possível conversar diretamente com um atendente com um clique, tirar dúvidas, enviar documentos para análise e até fazer uma visita virtual, como fotos em 360 graus, aos imóveis. Os contratos também podem ser assinados de forma digital.

São mudanças necessárias em um período de reação do setor, analisa o gerente de vendas Celso Junior. “Com fundos de investimento pagando pouco e linhas de crédito novamente atrativas para financiamento, muitas pessoas que tinham dinheiro guardado perceberam que vale a pena investir em um imóvel, ter o retorno do aluguel e ainda um bem durável e com liquidez. Como temos muitos investidores de outras cidades, intensificamos os meios digitais para facilitar a comunicação, documentação e a venda”, diz.

Reportagem publicada no Jornal de Beltrão

Nós queremos simplificar e desburocratizar os serviços imobiliários, por isso tornamos as coisas mais simples, seja para comprar, vender ou alugar, nós estamos aqui para lhe ajudar.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *